Hemograma parcial X Hemograma completo

O hemograma compreende a análise quantitativa e qualitativa dos componentes celulares do sangue, sendo composto pela avaliação da série vermelha – o eritrograma – e da série branca – o leucograma – e pela contagem das plaquetas. O termo “hemograma completo” pode ser considerado redundante, uma vez que não existe um hemograma incompleto, desde que o exame contenha todas as informações que o compõem.

Contudo, a maioria dos equipamentos acessíveis nos atendimentos de urgência e emergência oferece apenas a análise quantitativa, e portanto, corresponde a uma análise parcial. É inegável que uma análise automatizada pode oferecer dados importantes no momento em que a tomada de decisão tem que ser imediata, porém esta análise não oferece algumas informações que podem ser relevantes para o diagnóstico clínico.

Contudo, a maioria dos equipamentos acessíveis nos atendimentos de urgência e emergência oferece apenas a análise quantitativa, e portanto, corresponde a uma análise parcial. É inegável que uma análise automatizada pode oferecer dados importantes no momento em que a tomada de decisão tem que ser imediata, porém esta análise não oferece algumas informações que podem ser relevantes para o diagnóstico clínico.

Outro aspecto importante no hemograma parcial (obtido apenas nos contadores automáticos) é a alteração na contagem de plaquetas devido à presença de agregados plaquetários, principalmente em felinos, o que leva a erros na interpretação, diagnósticos errôneos, e muitas vezes a tratamentos desnecessários.